Veja o que está acontecendo

Mauri completa 700 jogos no Corinthians

“Comecei a trabalhar no Corinthians dia 2 de janeiro de 2008. Foram 11 títulos nesses dez anos de clube. Vamos continuar nessa pegada para buscar mais marcas aqui.”

A projeção acima é do preparador de goleiros Mauri Lima, que não esconde o orgulho de sua trajetória no Corinthians. Contratado pelo Timão no ano da disputa da Série B, ele nem imagina o que vinha pela frente. Dez anos depois, viu o clube conquistar praticamente tudo.

“O clube se reestruturou, foi feito um trabalho muito sério. A construção no CT possibilitou um trabalho com mais tranquilidade, e o Corinthians agora oferece muita estrutura aqui. Tudo isso faz diferença. Ainda é um ambiente positivo, com todo mundo amigo. Você sai de casa, chega aqui, mas parece que está em casa. A convivência no CT é fundamental”, analisa Mauri.

O preparador de goleiros ainda completou outra marca especial no último domingo, diante do Atlético-MG, no jogo da entrega da taça do hepta brasileiro: 700 partidas pelo Corinthians. No vestiário da Arena, ele recebeu uma camisa comemorativa de Cássio.

A marca era para ter sido completada um jogo antes, mas Mauri foi expulso contra o Atlético-PR, após reclamar de falta dura de Thiago Heleno em Romero. Assim, ele teve de cumprir suspensão no jogo seguinte, diante do Avaí, quando Leandro Idalino, do sub-20, foi o responsável por aquecer os goleiros.

“Sei que errei, falei para o juiz se ia ter que esperar quebrar a perna de alguém para expulsar. Eu sou bem tranquilo, mas aquela hora me subiu o nervoso. Nunca tinha sido expulso. Tive que cumprir ainda um jogo fora, é difícil não estar lá no campo”, recordou Mauri, que acompanhou a partida na Arena Corinthians.

Para 2018, o preparador quer manter a pegada e garantir a presença de Cássio na Copa do Mundo que será disputada na Rússia. O goleiro do Timão esteve na lista de convocados do técnico Tite para os últimos jogos da Seleção Brasileira.

“Temos que deixar o Cássio no melhor nível possível, porque a Seleção não perdoa. Ele sempre tem de estar bem para que seja lembrado e esteja ano que vem na Copa. Tem que continuar trabalhando”, disse Mauri.

VEJA OS TÍTULOS DE MAURI NO CORINTHIANS:

Série B – 2008
Paulistas – 2009, 2013 e 2017
Copa do Brasil – 2009
Brasileirão – 2011, 2015 e 2017
Recopa Sul-Americana – 2013
Libertadores – 2012
Mundial de Clubes – 2012